quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Que dia é hoje?...


      Há muito, muito tempo, os antigos sábios Caldeus decidiram associar os dias em grupos de sete de modo a facilitar a sua referenciação. Estes possíveis antecessores dos Babilónios basearam-se no seu sistema planetário, e nos sistemas enumerativos dos Judeus e Árabes. Escolheram o número sete, pois, nesse tempo, era tido como sagrado, por se manifestar em várias situações importantes, como por exemplo os sete planetas conhecidos até então. Sete dias é igualmente adoração de cada uma das quatro fases da Lua. Desta forma se criou a semana como um período de sete dias.
Sete fases da Lua
As sete fases da Lua
hebdomas



Theon hemerai
      A semana caldaica, em analogia com a semana judaica, divulgou-se desde o séc II AC na Ásia Menor, Egipto e Grécia. Foi exactamente na Grécia que se fizeram os maiores avanços, sendo depois reproduzidos pelas outras culturas. À semana foi dado o nome hebdomas que indica a divisão em períodos de sete manhãs, ou dias, baseada nas fases da Lua. Mas, para que qualquer um pudesse aprender e saber qual o dia em questão, os sábios gregos adoptaram um método mais eficaz do que a atribuição dos dias às fases da Lua: deram-lhes nomes alusivos aos deuses. Assim, passaram a chamar a esses dias Theon hemerai, ou seja, dias dos deuses (Theon = deuses, hemerai = dias). 
Aos primeiros dois dias foram atribuídos o Sol e a Lua; aos restantes, os deuses Ares, Hermes, Zeus, Afrodite, e Cronus. Então, os dias passaram a chamar-se hemera Heli(o)u, hemera Selenes, hemera Areos, hemera Hermu, hemera Dios, hemera Aphrodites, hemera Khronu.


representações

mitológicas
Deuses
      Os critérios de escolha destes deuses são desconhecidos; mas não as suas representações. O Sol não tinha nenhuma específica, sendo somente um deus herdado de povos anteriores. Por vezes era representado como estando em oposição, outras em união, com a Lua. Os outros deuses tinham uma representação mais concreta: Ares era o deus da guerra; Hermes, deus do comércio e dos viajantes; Zeus, deus dos Céus e dos deuses (o deus grego supremo); Aphrodite (também Cytherea), deusa do amor e da beleza. Cronus, ou Kronos, foi o deus que governou o Universo até ser destronado pelo seu filho Zeus; julga-se que aquele representava, depois de destronado, o tempo atmosférico.
      Mais tarde, quando o Império Romano invadiu a Grécia, aquele absorveu grande parte da cultura deste. No caso do método da divisão do tempo, somente a nomenclatura dos deuses foi substituida, sem alteração das suas representações. Os dias passaram, assim, a chamar-se Solis dies (Sol), Lunae dies (Lua), Martis dies (Marte), Mercurii dies (Mercúrio), Jovis dies (Jupiter), Veneris dies (Venus), Saturni dies (Saturno). 
Esta nomenclatura conservou-se nas línguas românicas (francês, espanhol,...) com excepção da portuguesa e nalgumas das celtas, anglo-saxónicas e germânicas. (Nestas últimas, foi seguido o mesmo método utilizado pelos romanos relativamente à alteração da nomenclatura dos deuses).
Sábado

e

Domingo
      Por influência judaica e cristã, Saturni dies foi substituído por sabbatum (Sábado), e Solis dies por dies dominica (Domingo). Sábado vem do hebreu Shabbat e significa "cessar" ou "descansar", sendo o 7º dia no calendário judaico. Domingo, com o significado de "Dia do Senhor", ou seja, "Ressurreição de Cristo", fundamenta-se unicamente na Bíblia, em que é tido, em várias passagens, como o 1º dia da semana. No mesmo contexto, hebdomas foi traduzido para septimana.
Segunda-feira

a

Sexta-feira 
Mas, os Hebreus, fizeram uma alteração radical na nomenclatura. Era feita uma contagem entre cada dois sábados consecutivos: prima sabbati, secunda sabbati, etc. Este sistema único foi adoptado por diversos cristãos, desde fins do séc II. O Papa S. Silvestre (314-335) oficializou-o, inclusivé, nas funções litúrgicas; mas substituindo sabbati por feria, esta com o significado de "festa", "feira" ou "dia de oração".
      Apesar deste sistema enumerativo, com a palavra feria, ter sido consagrado pelo calendário eclesiástico e de Sto Agostinho ter criticado a nomenclatura pagã com deuses (In Psalmum XCIII, 3), apenas vingou na língua portuguesa (até aos nossos dias) e, em parte, para o galego antigo. (Daqui sobreviveu o Sábado no espanhol)
Então, afinal, que dia é hoje!?
 
Na tabela seguinte, é apresentado um curto resumo sobre a etimologia dos dias da semana nas várias línguas. 
À esquerda encontram-se os dias da semana em português. Nas colunas seguintes, podem-se ler os mesmos dias, referenciados a várias nacionalidades e descendências. Cada dia tem uma pequena nota, para, facilmente, poderes estudar as semelhanças/diferenças etimológicas entre os vários povos.
Etimologia dos Dias da Semana nas Várias Línguas
Grego Arcaico Romano Inglês
(Anglo-Saxónico)
Alemão
(Germânico)
Francês
(Romano)
Espanhol
(Romano)
Hemera = dia die = dia day = dia Tag = dia
DOMINGO Hemera Heli(o)u Solis dies Sunday Sonntag Dimanche Domingo
Helios = Sol Solis = Sol Sun = Sol Sonne = Sol Domingo = Dia do Senhor Domingo = Dia do Senhor

 
SEGUNDA-FEIRA
 
Hemera Selenes Lunae dies Monday Montag Lundi Lunes
Selenes = Lua Lunae = Lua Moon = Lua Mond = Lua Lune = Lua Luna = Lua
TERÇA-FEIRA Hemera Areos Martis dies Tuesday Dienstag Mardi Martes
Ares: deus da guerra Marte: deus da guerra "Tue" = Tiu (Twia),
deus da guerra e do céu
"Tiu" = Twia,
deus da guerra e do céu
Marte: deus da guerra Marte: deus da guerra
QUARTA-FEIRA Hemera Hermu Mercurii dies Wednesday Mittwoch Mercredi Miercoles
Hermes: deus do comércio e dos viajantes Mercúrio: deus do comércio e dos viajantes Woden's day;
Woden é o chefe Teutónico, líder da caça selvagem.
Woden = "wod" (violento, louco) + "-en" = liderança
Degeneração: Mitte = meio,
Woche = semana;
 => meio da semana
Mercúrio: deus do comércio e dos viajantes Mercúrio: deus do comércio e dos viajantes
QUINTA-FEIRA Hemera Dios Jovis dies Thursday Donnerstag Jeudi Jueves
Dios = Zeus,
deus dos Céus, deus grego supremo
Jovis = Jupiter,
deus dos Céus, deus romano supremo
Thor's day,
Thor: deus dos trovões; Ele cavalga uma carroça puxada por cabras, segurando o martelo Mijlnir.
Donner = trovão;
uma clara evidência ao deus germânico Thor, equivalente ao deus anglo-saxão!
Jovis = Jupiter,
deus dos Céus, deus romano supremo
Jovis = Jupiter,
deus dos Céus, deus romano supremo
SEXTA-FEIRA Hemera Aphrodites Veneris dies Friday Freitag Vendredi Viernes
Afrodite: deusa do Amor e da Beleza Venus: deusa do Amor e da Beleza "Fri" = Freya = livre (de freo, free); deusa teutónica do Amor, Beleza, Fecundidade, líder das Valquírias Frei = Freya,
de frijaz = amada, dos amados, livre;
equivalente à deusa anglo-saxã!
Venus: deusa do Amor e da Beleza Venus: deusa do Amor e da Beleza
SÁBADO Hemera Khronu Saturni dies Saturday Samstag Samedi Sabado
Cronos: pai de Zeus; representa tempo atmosférico Saturno: pai de Júpiter de Saturno; Acredita-se que tenha governado a Terra numa era de felicidade e virtude Saturno: pai de Júpiter Saturno;
notar a semelhança com o alemão!
Shabbat = descansar;
Sobreviveu do galego antigo!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos