quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Fenprof denuncia erros no concurso

A Fenprof denunciou ontem alegadas irregularidades no concurso de docentes contratados. "Temos recebido várias queixas, porque foram retirados do concurso 4617 professores que não manifestaram preferência. Mas foram as escolas que os aconselharam a isso, prometendo-lhes a renovação do contrato", afirmou Mário Nogueira, secretário-geral da Fenprof, instando as escolas a "assumir o erro e corrigi-lo".
A estrutura sindical recebeu ainda queixas de professores mais graduados, que ficaram no desemprego enquanto viram os contratos ser renovados a outros menos graduados.
"A lei não impõe critérios e os directores das escolas fazem o que entendem", explicou. Registaram-se situações de docentes que foram ultrapassados na lista graduada devido à influência do factor avaliação: "Temos o caso de uma professora que desceu 104 lugares na lista e não foi colocada".
A estrutura sindical revelou que este ano quase duplicou o número de docentes a contrato, de 9663 para 13 833. E estimou em 50 mil o total de professores a contrato, incluindo bolsa de recrutamento, contratações de escola e Actividades Extra Curriculares.
"Desde 2007 reformaram-se 15 210 docentes e ingressaram no quadro só 396", lamentou o dirigente, ameaçando com "acções fortes de rua". Ontem, a Fenprof lançou o ‘Guia de Sobrevivência do Professor Contratado’.


Retirado de CM

1 comentário:

  1. Olá
    Eu sou professora de Geografia no Brasil e gostaria de saber, como funciona os concursos aí em Portugal.
    meu e-mail é magjoplin@hotmail.com

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos