sábado, 5 de setembro de 2009

Ensino grátis pode ajudar à natalidade

As medidas de apoio do Governo à natalidade são positivas, mas insuficientes, defende o demógrafo Mário Leston Bandeira. O especialista salienta que o ensino universal e gratuito a partir dos três anos faria mais pelo futuro do País do que o TGV ou um aeroporto.

Os incentivos materiais, os subsídios ou o aumento das licenças parentais "são medidas positivas num País onde os bebés que nascem são insuficientes para repor naturalmente as gerações", mas agora falta outro tipo de medidas "que favoreçam a conciliação entre a vida familiar e o trabalho profissional, tanto para homens como para mulheres".

Segundo um relatório do Eurostat, em 2008 a população portuguesa registou um saldo positivo de apenas 310 pessoas: nasceram 104 590 bebés e morreram 140 280 pessoas.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos