sexta-feira, 29 de maio de 2009

Proibidos decotes e saias curtas

Alunos, professores e funcionários da Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos José Maria dos Santos, no Pinhal Novo (Palmela), estão proibidos de vestir tops com decotes pronunciados, minissaias muito curtas e calças descaídas. Natividade de Azeredo, presidente do Conselho Executivo (CE), confirmou as regras, explicando tratar-se de uma emenda ao regulamento interno da escola, resultado de situações verificadas na sala de aula.

'Um professor sentiu-se incomodado por conseguir ver as cuequinhas de uma menina, devido à minissaia muito curta que ela trazia vestida', explicou Natividade de Azeredo, revelando outra situação: 'Foi um rapaz, por volta do Euro’2004, que entrou na sala pintado da cabeça aos pés. No primeiro caso falámos com a aluna e nunca mais se repetiu. No segundo, o pai veio cá, explicámos o que se passava e resolveu-se o problema'. Após estas situações foi acrescentada a alínea b) ao artigo 19º do Regulamento Interno, referente aos deveres do aluno. 'Apresentar um aspecto asseado e limpo, vestindo-se de forma adequada ao espaço sala de aula', pode ler-se no documento.

Posteriormente à alteração do regulamento, esclarece Natividade de Azeredo, 'houve a necessidade de entregar a uma ‘t-shirt' a uma aluna porque trazia um top de alças extremamente decotado o que não era próprio'. 'Essa menina, no 9º ano, chamou a mãe à escola e esta não se mostrou muito receptiva, mas depois de apresentarmos os nossos argumentos lá acabou por dizer que a filha não trazia mais aquele top vestido', disse.

Fonte denunciou o caso de uma professora que fora obrigada a regressar a casa para mudar de roupa, tudo porque trazia vestidos uns calções compridos do tipo corsários. Natividade de Azeredo, confrontada com a situação, nega de forma peremptória, mas sempre adiantou que 'quando for necessário intervir com um professor também o farei'. 'Os meus colegas professores sabem o que está no regulamento e têm uma imagem a passar aos alunos. Temos de dar o exemplo. O que vestem fora da escola, não me diz respeito', acrescentou.

Mais recentemente, no refeitório, a própria presidente do CE presenciou outra situação: 'Olhei e vi os boxers laranja de um rapaz, porque as calças estavam muito descaídas. Falei com ele e a situação resolveu-se. Enquanto cá estiver irei transmitir aos meus alunos valores e princípios'. n


O CM noticiou a 10 de Abril que a Loja do Cidadão de Faro estabeleceu uma série de normas sobre a indumentária das suas funcionárias. Ficou assim estipulada a proibição do uso de saias curtas, blusas decotadas, gangas, saltos altos, sapatilhas, roupa interior escura e também de perfumes com cheiro agressivo.

A lista de proibições foi comunicada às trabalhadoras durante uma acção de formação promovida pela Agência de Modernização Administrativa. Maria Pulquéria Lúcia, vogal do Conselho Directivo da Agência de Modernização Administrativa, confirmou na altura que 'esses aspectos de postura pessoal foram abordados por serem importantes para uma imagem cuidada que se privilegia e que tornará o contacto com o cidadão mais agradável'. A minissaia foi inventada pela estilista britânica Mary Quant nos anos 60 do século XX. O sucesso foi tal que em poucos anos Quant abriu 150 filiais da sua boutique Bazaar em Inglaterra. Em 1966, a estilista recebeu a Ordem do Império Britânico. O número do artigo do regulamento interno da escola José Maria dos Santos, no Pinhal Novo, que regula os direitos e deveres dos alunos. Ano em que as alterações ao regulamento foram aprovadas em assembleia de escola, para o ano lectivo 2004/2005. No estado do Arizona, nos EUA, uma escola proibiu abraços e beijos com mais de dois segundos de duração.

André Pereira / B.E

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos