quinta-feira, 30 de abril de 2009

Bloco de Esquerda quer turmas com máximo de 20 alunos

O Bloco de Esquerda (BE) quer turmas mais pequenas e heterogéneas e professores com menos turmas para terem mais tempo para se dedicarem ao sucesso e combate ao abandono escolar. A proposta de projecto-lei é hoje debatida na Assembleia da República.

A proposta estabelece os princípios de organização da escola pública, visando o reforço da equidade social e a promoção do sucesso educativo. O objectivo é defender uma melhoria das condições de exercício da actividade docente, para garantir a qualidade do ensino, defende o BE.

Assim, as propostas passam por manter as áreas de influência das escolas e turmas onde não se faça selecção social, mas heterogéneas e que "reflictam a diversidade", diz o projecto. As turmas deverão ter no máximo 20 alunos no 1.º ciclo e 22 nos seguintes ciclos.

Os professores de Matemática e de Língua Portuguesa devem ter até três turmas e os das restantes disciplinas cinco. Deste modo, justifica a proposta, haverá o reforço dos requisitos para acompanhar os alunos, obter melhores resultados escolares e combater o abandono.

http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1377647

1 comentário:

  1. Há mentalidades sectárias que de facto exigem uma revolução a nível de organização escolar. Não dos professores mas de quem dirige.

    Para mim, chocante foi o que se passou numa escola básica de Porto de Mós, que relato em:
    http://tinyurl.com/cdlqcj

    Peço-lhe que leia. E se achar relevante divulgue aqui também. Estas mentalidades, infelizmente não são combatidas só com comentários em caixas fechadas. Temos de nos pronunciar em post. Para quem passe leia e saiba o estado do País. É livre usar o link acima no seu post.
    Um abraço,
    Carlos Santos

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos