terça-feira, 10 de março de 2009

Docente acusada de bater em mãe

A mulher acusada de agredir a professora de História da filha, junto à Escola Secundária Dr. Bernardino Machado, na Figueira da Foz, apresentou queixa contra a docente na Direcção Regional de Educação do Centro e na Inspecção-Geral de Educação. "Eu é que fui agredida. Ela simulou que lhe bati porque não tinha respostas para me dar", explicou ontem a mãe da estudante, que também conta apresentar queixa na PSP.


A agressão terá acontecido no dia 23 de Fevereiro, depois de a aluna, de 19 anos, a frequentar o 11º ano, ser expulsa da aula. "Fui ao conselho executivo para resolver a situação mas ninguém me recebeu", conta a mãe, sob anonimato.

Quando a docente saiu, perguntou-lhe o que tinha contra a sua filha. "Disse que não tinha nada para falar comigo, que a minha filha devia calar-se porque tinha a nota ameaçada e virou-me costas", explica a mãe da aluna, adiantando: "Agarrei-lhe no braço e disse-lhe que ainda não me tinha respondido. Ela não gostou e deu-me um encontrão e um soco no peito. Para me defender levantei o cotovelo e ela começou a chorar e a dizer que eu lhe tinha batido."

A professora apresentou queixa na PSP por agressão. Diz que levou um soco num olho. A Mãe diz que a filha é perseguida desde 2006, quando se magoou numa aula de Educação Física. Acusa a escola de falta de apoio. A escola desmente e diz que o seguro escolar não foi accionado pois "não foram apresentados os documentos pedidos".

Cátia Vicente

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos