quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Computador Magalhães

No ressurgimento de dúvidas e de informações mal prestadas ou de todo prestadas aos pais e encarregados de educação do 1º ciclo e de outras divulgações imprecisas relativamente ao acesso ao Magalhães, a Confap retoma este assunto prestando o seguinte esclarecimento:

Concebido para crianças dos 6 aos 11 anos, o computador Magalhães é gratuito para os alunos inscritos no primeiro escalão da Acção Social Escolar, tem o custo de 20 euros para os do segundo escalão, e de 50 euros para os restantes.

Para obterem os computadores, os pais ou encarregados de educação devem contactar os professores dos seus filhos. Mediante a atribuição de um código, a escola efectua o pedido através do portal e-escolinha.

O Magalhães possui, entre outras, as seguintes características:

1 GB DDR2 de memória RAM;
Disco com 30 GB;
Placa gráfica;
Sistema áudio com colunas e microfone incorporado;
Wi-fi;
Câmara;
Garantia de 2 anos;
Permite acesso à Internet;
Autonomia de 6 horas.

Para além destas características, possui dois sistemas operativos diferentes, o Microsoft Windows e o Linux e mecanismos de segurança.

O Magalhães inclui também, programas educativos para utilização na sala de aula destinados à aprendizagem da Língua Portuguesa (A Cidade do faz de caso – Actividades interactivas de português), do Inglês (English is Fun – Actividades interactivas de inglês), da Matemática (Clic Mat – Actividades interactivas de matemática) e do Estudo do Meio (À Descoberta do Ambiente – Actividades interactivas de ciências), bem como um dicionário, um atlas e uma enciclopédia (Diciopédia).

Inclui ainda o programa No work, no play, que funciona com base num sistema de créditos que só permite o acesso aos jogos (Eu Sei – Jogos Educativos para o 1.º ciclo do ensino básico), (Childsplay – Jogos educativos para o 1.º ciclo do ensino básico) e (Tux Paint – Programa de desenho para os mais novos) por parte dos alunos com os trabalhos de casa realizados.

Em matéria de segurança na utilização da Internet, os dois sistemas possibilitam um controlo, por parte dos pais. Assim, os pais têm a possibilidade de filtrar o acesso a aplicações, software e sítios da Internet. Podem ainda definir em que período do dia os filhos acedem à Internet.
Relativamente à sua aquisição, onerada ou não, tem sido exigido aos pais um Termo de Responsabilidade / Inscrição.

O termo de responsabilidade pode/deve ser exigido nos termos:

“O abaixo assinado declara ter perfeito conhecimento das condições a que está sujeita a candidatura à iniciativa e.escolinha e das responsabilidades, nomeadamente ao nível da obrigação de pagamentos, que para si advêm daquela candidatura, respectiva aceitação e do contrato a celebrar caso subscreva serviços de adesão de banda larga.
Mais declara assumir solidariamente o encargo com aquisição do computador, e serviço de internet1 decorrente da presente aquisição,
e delega na escola a competência para efectuar a inscrição do seu educando na iniciativa e.escolinha e acompanhar o respectivo processo.
O Encarregado de Educação
(assinatura)

1 O serviço de ligação à Internet é opcional e envolve o pagamento dos preços praticados pelos operadores para a iniciativa e.escolinha, os quais estão disponibilizados no portal da iniciativa e.escolinha.


1- O serviço de ligação à Internet é opcional e envolve o pagamento dos preços praticados pelos operadores para a iniciativa e.escolinha, os quais estão disponibilizados no portal da iniciativa e.escolinha.
(Por indisponibilidade da página www.eescolinha.gov.pt/ não foi possível confirmar esta informação)

2- Notas da CONFAP – Os Pais e Encarregados de Educação devem saber que:

a) A inscrição na escola visa garantir que o computador Magalhães é efectivamente adquirido por um aluno evitando que qualquer cidadão pudesse receber o computador fazendo-se passar por aluno, por isso “delega na escola a competência para efectuar a inscrição do seu educando na iniciativa e.escolinha e acompanhar o respectivo processo”

b) A adesão à banda larga não é obrigatória! No entanto, o Pai ou Encarregado de Educação do aluno pode vir a beneficiar da maior mobilidade da banda larga Móvel não só para o Magalhães mas beneficiando do preço que estará associado ao mesmo. Por isso a aceitação “das responsabilidades, nomeadamente ao nível da obrigação de pagamentos, que para si advêm daquela candidatura, respectiva aceitação e do contrato a celebrar caso subscreva serviços de adesão de banda larga”.

c) O Magalhães pode funcionar através da ligação à Internet fixa que já exista em casa – tipo ADSL – que tem muito melhor qualidade preço, dependendo sempre do que é contratado, atento o facto de ser mais rápida e não ser tão limitado quanto a ligação fornecida com o Magalhães (1 Gb). Pode tirar-se também todo o partido do computador Magalhães, como PC pessoal dado que funciona em locais onde exista rede wireless ou rede por USB de qualquer operadora. Pode ser utilizado livremente nas escolas possuidoras de infra-estruturas de rede por cabo ou wireless.

d) O problema coloca-se para quem não tendo nenhum computador, e precisando o Magalhães de uma qualquer ligação à Internet, esta origina uma despesa que pode não estar ao alcance de algumas famílias. No primeiro ano, por isso mesmo o M.E. procurou que sejam as câmaras municipais a comparticipar esta adesão. (No entanto se, por exemplo, uma família recebesse como oferta um automóvel e o quisesse utilizar teria de pagar, no mínimo, a gasolina, dado que os impostos tem sempre que pagar mesmo que ele não circule!...).
O computador é uma ferramenta que está muito para além da sua utilização exclusiva com Internet (ao contrário do automóvel que só funciona com gasolina), nomeadamente através dos programas pré-instalados e que não necessitam de Internet.

e) O computador é adquirido ou recebido gratuitamente, com uma garantia de dois anos, razão pela qual mesmo quem o receba por oferta assume solidariamente, (o pai pelo Filho/Educando dado este ser menor – termo de responsabilidade), os deveres inerentes à utilização do computador para efeitos daquela garantia (condições de utilização). Como acontece sempre que, por qualquer forma se entra na posse de um bem com garantia, adquirindo por esta direitos e deveres (assumidos contratualmente). O mesmo se passa em relação às condições de utilização dos programas informáticos instalados.

1 comentário:

  1. E o que é exactamente a garantia, sim porque essa garantia não cobre teclas que caiam, ou seja, até pode ser defeito de fabrico, mas a garantia não cobre, e mais para o país todo só existe para além da JP sá couto uma empresa em linda a velha que sugere que se enviem email's com os danos dos PC'S para que eles possam dar orçamento. E só descobri isto depois de ligar para uns 8 números de telefone.
    Pergunto estes computadores "inquebráveis", que se quebram:) a assistência é gratuita para as familias carênciadas, e como é que os pais com menos formação escolar mandam estes mails????
    Belo país o nosso

    Uma mãe, interessada na educação da filha.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos