quinta-feira, 10 de julho de 2008

Ensino Superior: Mais de 500 senhas distribuidas numa hora

Mais de 500 senhas para inscrição no ensino superior foram hoje distribuídas no espaço de uma hora na Escola Eugénio dos Santos, o único local onde as candidaturas da região de Lisboa podem ser apresentadas presencialmente.
As candidaturas ao ensino superior podem ser feitas presencialmente ou através da Internet, mas alguns alunos ouvidos pela Lusa mostraram-se cépticos quanto à entrega das candidaturas no site criado para o efeito.
No ano passado registaram-se vários problemas na entrega das candidaturas pela Internet, nomeadamente no acesso ao site, que levaram ao alargamento do prazo para entrega por via electrónica.
O portão abriu às 09:00, altura em que a fila de alunos que aguardavam para fazer a inscrição no ensino superior dava a volta ao quarteirão da escola.
«Numa hora distribuímos 503» para a apresentação de candidaturas, disse à agência Lusa a funcionária da escola responsável pelas senhas que hoje possibilitam apenas a inscrição dos alunos com nomes iniciados pelas primeiras duas letras do alfabeto.
A estes juntaram-se ainda os alunos que se deslocaram à escola apenas para comprar os impressos, que não precisam de senha, e os alunos que apesar de não terem nomes começados por A ou B vieram por falta de informação ou para tentar a sorte, num total de várias centenas de estudantes à procura de um lugar na universidade.
Armanda Fragoso, da Direcção Regional de Educação de Lisboa (DREL), disse à agência Lusa que «notou neste primeiro dia menos gente que no ano passado».
Ainda assim, ressalvou que a diminuição das pessoas neste primeiro dia não encontra tradução na venda de impressos de candidatura.
«Nos últimos dois dias vendemos entre 1.400 e 1.500 impressos», disse.
Sublinhou que apesar de na altura da compra dos documentos se fazer a sensibilização para que as candidaturas sejam entregues pela Internet por ser «mais rápido e haver menos probabilidades de erro», os alunos continuam a vir presencialmente.
«Acho que por um lado gostam de sentir o papel e, por outro, o apoio no preenchimento dos papéis e, claro, também porque é divertido estar aqui com os colegas», explicou.
A falta de confiança na Internet para fazer a inscrição no ensino superior foi apontada à agência Lusa por vários alunos para justificar horas de espera na fila para entregar presencialmente a candidatura.
«Estive nove horas à espera para entregar a candidatura em três minutos, mas valeu a pena», disse à agência Lusa Andreia Pinto, da Escola Secundária Luís de Camões, em Lisboa.
Andreia, que acredita ter a entrada no curso de Direito assegurada, diz que optou por entregar a candidatura na escola «para ter certeza que está tudo ok».
Também Ana Filipa, da Secundária Alves Redol, de Vila Franca de Xira, se mostrou «céptica» em relação as inscrições on-line.
«No ano passado inscrevi-me on-line e o meu processo perdeu-se, por isso este ano aproveitei o meu dia de folga no trabalho e vim fazer a inscrição», disse à Lusa.
A falta de informação sobre a forma como decorrem as inscrições - por ordem alfabética - foi também apontada por vários alunos.
Filipe e Samuel, da escola Frei Gonçalo de Azevedo, no concelho de Cascais, queixaram-se à Lusa da falta de indicações relativamente a ordem alfabética das inscrições.
«No site do acesso ao ensino superior não havia informação e na escola também não», disseram.
Apesar de poderem apenas inscrever-se nos dias 14 e 21 de Julho respectivamente, Filipe e Samuel mostraram-se firmes em deixar as instalações da escola apenas com a candidatura feita.
«A Internet é uma grande treta, está sempre a bloquear», sustentaram.
No plano oposto, Andreia Alves da escola Secundária Ferreira Dias, do Cacém, elogiou a organização da escola, adiantando que esteve à espera cerca de duas horas para entregar o processo de candidatura ao curso de Geografia e Planeamento, ao qual espera que a sua média de 15,7 lhe dê acesso.
Até às 16:00 de hoje serão distribuídas senhas para os candidatos com nomes começados por A e B, sexta-feira para os C e D, 14 de Julho E e F, 15 de Julho G a I, 16 de Julho J e L, dia 17 M, dia 18 N a P, 21 Q a S, 22 T a V e 23 X e Z.
A candidatura à 1.ª fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior público iniciou-se hoje, prolongando-se até 23 de Julho para os alunos que concluíram os exames do 12º ano na primeira fase.
Para os que completarem o 12º ano na 2ª fase, o prazo de candidatura decorre de 31 de Julho a 07 de Agosto.
Para a 2ª fase do acesso ao Ensino Superior o prazo da candidatura está fixado para entre 15 e 19 de Setembro.
As vagas abertas no ensino superior público para o próximo ano lectivo totalizam 50.777, mais 1.505 lugares face ao ano anterior.
Diário Digital / Lusa

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos