quarta-feira, 18 de junho de 2008

Ministra diz que críticas da APP sobre prova de Português do 12.º ano são "um erro"

A ministra da Educação, Maria de Lurdes Rodrigues, considerou hoje "um erro" as críticas da Associação de Professores de Português (APP) ao exame nacional da disciplina do 12.º ano, realizado ontem por 60 mil alunos.

Em comunicado, a APP considerou que o I Grupo da prova, onde é apresentado um excerto de “Os Lusíadas”, “apresenta um grau de dificuldade elevado, não só devido à formulação não muito clara da pergunta 2, mas também devido ao excerto escolhido”.

No II Grupo do exame nacional, os professores de Português encontraram “algumas afirmações que poderão confundir” o aluno, nomeadamente a utilização de termos da nova Terminologia Linguística do Ensino Básico e Secundário (TLEBS), “como por exemplo ‘frase subordinada relativa’ ou verbo auxiliar modal”.

Confrontada com estas críticas durante a apresentação dos resultados das provas de aferição do 4º e 6º ano, a ministra limitou-se a dizer que as considerações da APP "são um erro", sem especificar.

Os exames nacionais do ensino básico e do secundário são da responsabilidade do Gabinete de Avaliação Educacional (GAVE) do Ministério da Educação. A organização e gestão do processo de realização das provas, assim como o controlo da sua qualidade, é da responsabilidade directa do director deste gabinete do ministério de Maria de Lurdes Rodrigues.

Devido a dois erros verificados nas provas do ano passado e no sentido de garantir "mais rigor e mais qualidade", o ministério decidiu que a partir deste ano as competências e responsabilidades do Conselho Científico do GAVE seriam alargadas, envolvendo ainda as associações de professores e sociedades científicas na auditoria das provas de exame.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos