segunda-feira, 2 de junho de 2008

Assalto fecha escola em Coimbra


Um assalto à EB 2,3 Poeta Manuel da Silva Gaio, em Coimbra, obrigou a cancelar as aulas no estabelecimento, revelou a vice-presidente do conselho executivo.

"É puro vandalismo, é profundamente lamentável", disse Isabel Santos à agência Lusa, ao princípio desta manhã, ao reportar-se ao assalto perpetrado no estabelecimento de ensino. A professora descreveu um cenário de documentos espalhados pelo chão, gavetas viradas e o cofre derrubado na secretaria e na sala do conselho executivo, adiantando que ainda não tivera tempo de se inteirar integralmente da dimensão do delito.

"Estes actos de vandalismo não levam a lado nenhum, só prejudicam tudo e todos. É o património de todos nós", sublinhou ao expressar a sua indignação com o sucedido. De acordo com a vice-presidente do conselho executivo, as aulas na EB 2,3 Silva Gaio, escola situada na margem esquerda do Rio Mondego, foram canceladas devido ao assalto mas deverão ser retomadas esta terça-feira.

Uma fonte da PSP de Coimbra disse à agência Lusa que o assalto foi perpetrado domingo, durante o dia, tendo sido detectado ao final da noite. Não se sabe como os assaltantes entraram na escola. No interior do estabelecimento, arrombaram portas e janelas das salas de aulas e dos sectores de serviços e directivos e assaltaram máquinas de bebidas e de café.

De acordo com a mesma fonte da Polícia de Segurança Pública de Coimbra, ainda não se sabe se foi furtada alguma coisa e ainda não foi apurado o valor dos danos causados na EB 2,3 Poeta Manuel da Silva Gaio. Segundo Isabel Santos, a escola já fora assaltada há algum tempo, tendo, nessa ocasião, sido levado dinheiro das máquinas de fornecimento de alimentos.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos