quarta-feira, 21 de maio de 2008

15 mil docentes a recibo verde


Cerca de 15 mil professores que asseguram as actividades de enriquecimento curricular (AEC) estão em situação precária. As contas são dos sindicatos, que defendem uma "profunda alteração na forma de organização e promoção" das AEC, com o fim "imediato do recurso a falsos recibos verdes".


De acordo com a Fenprof, a maioria dos docentes tem horários de seis a dez horas semanais. A estrutura defende a extinção do actual modelo por outro com equipas educativas e a adequação dos espaços escolares e apetrechamento das escolas.

O valor mínimo das remunerações dos professores das AEC em horário completo varia entre os 786,52 e 1113,50 euros ilíquidos, dependendo das habilitações. Caso o professor tenha horário incompleto, deve ser calculado um valor por hora, proporcional. Dez horas por semana rondam o ordenado mínimo.

A posição dos sindicatos foi divulgada no dia em que o CM noticiou o alargamento do tempo semanal do Inglês para os alunos dos 3º e 4º anos. A Confederação Nacional Independente de Pais (CNIPE) propôs a integração das AEC no programa regular do 1º Ciclo. "Devia passar para a tutela da escola, com coordenação pedagógica feita pela escola", defendeu Maria José Viseu, presidente da comissão instaladora da CNIPE.

CM

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos