sexta-feira, 11 de abril de 2008

Caso Carolina Michaëlis: DREN apresenta queixa contra uso público do vídeo

A Direcção Regional de Educação do Norte (DREN) apresentou uma queixa ao Ministério Público pelo uso público do vídeo filmado na escola secundária Carolina Michaëlis, no Porto, onde se via uma aluna no nono ano a resistir à professora que lhe tentava retirar o telemóvel, avança o “Rádio Clube”.A Entidade Reguladora da Comunicação recebeu também a queixa da DREN, que defende que as televisões e os jornais na Internet não podem reproduzir vídeos sem proteger a identidade das pessoas envolvidas nos mesmos.Por isso, a directora Regional de Educação do Norte, Margarida Moreira, considera que as imagens são ilegais e violadoras da privacidade dos envolvidos. A directora diz que a comunicação social ultrapassou os limites éticos e legais, apesar de não querer acreditar na falta de profissionalismo dos jornalistas.
Margarida Moreira admite mesmo sentir que “há uma campanha contra a escola pública” e que a partir de “duas ou três notícias que duram horas e semanas” se tem tentado passar a “imagem de um país que não tem um sistema público de ensino ajustado”. A professora sublinha, ainda, que os alunos envolvidos no caso da escola Carolina Michaëlis estão a ser “torturados” por alguns meios de comunicação social, mas sem adiantar nomes.De acordo com o “Rádio Clube”, em causa está a RTP e o site do semanário “Expresso”, por terem exibido as imagens do YouTube, e a SIC, por ter emitido uma reportagem sobre indisciplina com uma imagem publicitária de um professor a destruir um telemóvel.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos