quinta-feira, 17 de abril de 2008

Aluno foi mal recebido na nova escola

Rafael, o rapaz castigado por filmar a cena de indisciplina da aluna contra a professora na Escola Secundária Carolina Michaelis, Porto, já teve problemas com os colegas do estabelecimento de ensino para onde foi transferido, no Padrão da Légua, Matosinhos.O jovem foi reconhecido na escola e não foi bem recebido por alguns alunos que logo nos primeiros dias o provocaram. Rafael não terá gostados das referências ao episódio do telemóvel e reagiu com alguma agressividade contra os colegas. Ao que o CM apurou, o jovem de 15 anos manifesta um estado psicológico ainda marcado pelo polémico vídeo que filmou na sala de aula. O mediatismo a que se seguiu o castigo e consequente transferência para outra escola terão deixado o jovem instável, apesar de ter recebido acompanhamento pedagógico.Os pais de alguns alunos da Escola Secundária do Padrão da Légua foram surpreendidos com a transferência do Rafael e dizem que não foram informados pelos responsáveis. O mesmo terá acontecido com os alunos que terão ficado a saber da chegada do novo colega por o reconhecerem.
Alguns encarregados de educação entendem que os problemas podiam ter sido evitados se os professores tivessem preparado os alunos para a entrada de Rafael na Secundária do Padrão da Légua. Os desentendimentos entre os jovens parecem estar por agora ultrapassados. Patrícia, a aluna que protagonizou a cena do telemóvel com a professora, também já regressou às aulas. Foi transferida para a Escola Secundária da Senhora da Hora, onde encontrou algumas amigas próximas. O vídeo de Rafael registou a fúria da colega Patrícia a lutar pela posse do telemóvel com a professora. As imagens colocadas na internet chocaram o País e lançaram um debate nacional sobre o assunto.Rafael e Patrícia sofreram castigados iguais. Ambos foram transferidos de escola. Toda a turma do 9.º C foi alvo de averiguações disciplinares, mas só um aluno deverá ser punido com alguns dias de suspensão por não ter auxiliado a professora.Adozinda Cruz, a docente envolvida no episódio, apresentou queixas na Justiça contra todos os alunos da turma 9.º C e após as férias da Páscoa não regressou à escola Carolina Michaelis. Está de atestado médico por tempo indeterminado.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos