quinta-feira, 24 de abril de 2008

Aluno fez rebentar bomba

A bomba artesanal que explodiu numa arrecadação da Escola EB 2,3 José Silvestre Ribeiro, em Idanha-a-Nova, há três semanas, foi feita por um aluno de 14 anos que levou o material de casa, revelou ontem a Polícia Judiciária de Coimbra.Apesar de estar identificado, o autor da bomba não será responsabilizado por ser menor de idade. Mas a escola vai abrir um processo disciplinar,porsetratarde um caso “muito grave”, disse António Salgueiro, presidente doConselhoExecutivo, adiantando que o aluno pode ser suspenso alguns dias ou transferido para outra escola.“Este caso tem de ser um exemplo para o futuro, mas [ocastigo]não podeficarsóno âmbito da escola, o Ministério Público deveactuar”,defendeu António Salgueiro, salientando que “o mais grave disto tudo é a responsabilidade da família. É importante que as famílias percebam que têm de ter responsabilidade naquilo que os filhos fazem”.
Oalunovivecomopadrasto e a mãe, tendo levado de casa o material necessário – detonador, cordão lento e alto explosivo – para fabricar a bomba, que fez explodir no dia 2, pelas 14h00, causando pânico e obrigando à evacuação da escola. O mesmo aluno,acompanhadodeoutroda mesma idade, já tinha provocado“outrasexplosões”nas imediações da escola e junto de uma antena retransmissora.A Judiciária apreendeu pequenas quantidades de material explosivo em casa do miúdo e constituiu arguido o padrasto que trabalha numa pedreira, mas que não tem licença para guardar aquele material.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos